A Secretaria de Esporte, Lazer e Cultura, através da Diretoria de Cultura vem implementando políticas públicas de proteção do patrimônio cultural

A Secretaria de Esporte, Lazer e Cultura, através da Diretoria de Cultura vem implementando políticas públicas de proteção do patrimônio cultural – material, imaterial e natural rio-branquense, a fim de garantir o resgate e a preservação dos nossos bens, história e identidade.
Nesse sentido, foi reativado o Conselho Municipal do Patrimônio Cultural – COMPAC, cuja última atividade havia ocorrido em 2010.
No mês de julho, via Decreto Municipal, a Prefeita Karime Fayad nomeou o novo conselho, composto por representantes da sociedade civil, do poder público municipal e estadual, através do Instituto de Água e Terra – IAT e da Coordenação do Patrimônio – CPC.
No dia 31 de agosto, o conselho se reuniu para iniciar as atividades, criando grupos de trabalho e agendas para estudar os bens do município e estruturar processos de proteção do patrimônio cultural local.
O encontro aconteceu de maneira híbrida (presencial e online) nas dependências do Museu Histórico de Rio Branco do Sul – edificação construída no ano de 1947 -, para receber a primeira sede da Prefeitura Municipal.
O prédio foi tombado pelo COMPAC no ano de 2004, a fim de evitar sua demolição, sendo o único bem tombado na esfera municipal até o momento.
A Gruta de Lancinha, o maior bem natural municipal, também é tombado, desde o ano de 1988, na esfera estadual, constando no Livro Tombo Arqueológico Etnográfico e Paisagístico.
Cuidar do nosso patrimônio é preservar a nossa história!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *